domingo, 16 de janeiro de 2011

TRAGÉDIA, CHORO E ANGUSTIA

A GRANDE TRAGÉDIA





Nunca na história deste país passamos por momentos tão difíceis, estamos vendo hoje pessoas chorando por seus entes queridos , por uma avalanche causada pela chuvas no sudeste do país em especial o Rio de Janeiro, na região serrana de Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo até este momento foram contabilizados mais de 600 mortos, observando as imagens sentimos o desespero das famílias que ali residiam e o que poderá ser encontrado ainda embaixo de tanta lama e escombros num total de desalojados até o momento de 7.780 pessoas e ainda faltam retirar muitas famílias que estão ilhadas ou com o acesso bloqueado.
Estamos atentos a este desastre e nos sensibilizamos com tudo que esta acontecendo, muitas vezes não nos  lembramos que ali pode estar um amigo um familiar distante ou até mesmo de perto, como muitos visinhos choravam por não poder ter ajudado o outro ou até mesmo seu familiar. É de cortar o coração mesmo estando de longe ficamos sensibilizados com tanta brutalidade e burocracia para atender a quem precisa.
Vimos por exemplo que num momento de catástrofe  ainda precisamos aguardar um pedido de ajuda burocrático, insensível e muitas vezes desumano, quando poderiam ter uma determinação de quando houvesse um caso como este ocorrendo em qualquer parte do Brasil, as Forças Armadas não necessitasse do impasse burocrático para atuar, muitas vezes impedida até mesmo por falta de combustível como foi o caso de ontem.
Sabemos que tudo depende de logística e organização, nosso país não vive num alerta de guerra ou em um momento ser atacado por outros países como sabemos nosso país é soberano e faz parte da força de paz, em catástrofes  no exterior fomos mais ágeis do que dentro de nossa própria  Pátria, por motivos de que o Município não pediu ajuda ao Estado que por sua vez demorou a solicitar ajuda ao Federal, onde por motivos burocráticos não enviou os helicópteros para apoiar a população que chorava  e pedia socorro.
Não faço aqui critica ao governo mais sim a burocracia que impede o crescimento e muitas vezes sepulta sua população.
Vimos o interesse da Presidenta Dilma em ajudar e em enviar verbas e maquinários para tentar amenizar a dor dos que la estão, mais vimos o entrave de mais de 72 hs para se ter o apoio que a população necessitava , as aeronaves que são compradas com dinheiro de impostos pago pelo o povo não poderem atender ao desespero da população por motivos de não ter recebido papéis para sua liberação.
A burocracia é o empecilho do crescimento e da liberdade, sabemos que precisamos apresentar em que gastamos para poder obter mais verbas mais ali estamos vendo no que o dinheiro dos impostos estão sendo gastos, para salvar vidas e consolar os que choram pela perda ou pela fome e sede.
Pedimos aos companheiros da Policia Ferroviária Federal de todo o Brasil que se unam em especial aos companheiros do Rio para ajudar na dor de nossos irmãos.
Montem postos de coleta   em seus estados, ajudem como voluntários no que for preciso pois só assim mostraremos nossa força .
Crédito
Foto Jornal Extra Rio
PFF ABRÃO
www.pffbrasil.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário