quarta-feira, 25 de abril de 2012

Polícia Ferroviária evita furto de carro


Agentes da PFF flagraram jovens tentando abrir um Uno Mille. Um deles fugiu


DIEGO MENDES Folha PE
 
Policiais ferroviários federais (PFF) evitaram na madrugada de ontem o furto de um Uno Mille que estava estacionado próximo à sede do Metrorec, no bairro de Areias, Zona Oeste do Recife. De acordo com os agentes, Júlio César Paes Lins Silva, 20, estaria forçando a porta do veículo usando a chave de outro automóvel, que pertence a ele. O acusado foi conduzido ao plantão da Delegacia da Várzea, onde foi autuado em flagrante por tentativa de furto. A delegada arbitrou afiança no valor de R$ 1 mil, mas como os familiares do rapaz não efetuaram o pagamento, ele seguiu para o Centro de Triagem de Abreu e Lima.


O inspetor Glécio Melo contou que o acusado foi pego em flagrante. “Estávamos fazendo nossa patrulha quando notamos, por volta das 4h40, esse rapaz forçando a abertura da porta do carro. Fomos na direção dele, e outro jovem, que o acompanhava, notou nossa presença e conseguiu escapar em uma moto. Já o Júlio não fugiu, pois não deu tempo”, contou.

A delegada Ana Lúcia Mongini ouviu o acusado. “Durante a conversa que tive com o rapaz, ele alegou que era ‘filhinho de papai’ e que a sua família iria retirá-lo logo da cadeia com o pagamento da fiança. Mas isso não aconteceu. Lá no Cotel, os parentes poderão soltá-lo mediante pagamento de R$ 1 mil”, explicou. Ainda segundo a polícia, o local onde o jovem foi detido é área de constantes roubos. Ana Lúcia Mongini disse também que Júlio César parecia estar sob o efeito de substâncias entorpecentes.

Antes de ser encaminhado ao Cotel, Júlio César Paes Lins Silva estava preocupado com o não pagamento de sua fiança. “Se ninguém da minha família pagar, vou ligar para as pessoas que estão me devendo dinheiro”, disse. Sobre a acusação de furto, ele confirmou a versão da polícia. “Encontrei um Uno Mille mais novo que o meu e iria pegá-lo para dar um volta com um amigo”. A respeito do outro rapaz que teria escapado, Júlio César negou conhecê-lo. “Não sei quem é ele. Só sei que estava acompanhado naquele momento”, concluiu.
PFF Abrão
http://www.pffbrasil.blogspot.com/




Contribua Precisamos de Todos

Caros PFFs, precisamos da ajuda financeiras pela nossa luta em Brasilia hoje estamos com nosso pessoal empenhado em resolver nossa situação, e alguns de nossos companheiros não foram por motivos de força maior (Financeira), peço aos companheiros que contribuam para:

BANCO SANTANDER

AGÊNCIA 3161
C/C Nº 13000266-9

Ou vá até o SINDICATO DOS POLICIAIS FERROVIÁROS FEDERAIS  de seu estado e contribua.

Não esqueçam sua contribuição é importante para todos nós.

A LUTA CONTINUA, E JUNTOS SEREMOS MAIS FORTES.

PFF Abrão


sexta-feira, 20 de abril de 2012

FATOS DISTORCIDOS ou MAL INTERPRETADOS

Recebi também informações de que Souza e Decco já estavam arranjados junto ao MJ, mas na verdade teriam que estar nomeados e com seus nomes no DOU, mostrando onde estão lotados, na verdade amigos são muitas especulações e poucas as noticias verídicas.


Portanto tomo parte dos companheiros que querem ir a Brasília e faremos uma pesquisa para ver a necessidade da mesma e mostrar a insatisfação dos companheiros diante da falta de noticias.


Vote e enviarei para o e-mail dos nossos representantes a indignação da falta de informação e também de respostas. Ai sim faremos nossa união e poderemos ir até lá apoiarmos diretamente nossos representantes.

ESCLARECIMENTOS SOBRE A MENSAGEM MOVIMENTO PRÓ BRASÍLIA.


Esclareço para devidos fins sobre as informações postadas nesta mensagem que ao citar o nome de DECCO e SOUZA, que haviam se arranjado junto ao MJ, sou bem enfático em dizer para isto seria preciso ser publicado no DOU onde estão lotados e em que departamento, e ainda continuo dizendo são muitas especulações e poucas notícias verídicas, não afirmei que os mesmos tinham cargos e sim postei o que um de nossos companheiros haviam me enviado e tão pouco posso garantir nada, pois sabemos a necessidade dos mesmos junto aos companheiros de todo o Brasil, inclusive faço campanha para o envio de ajuda financeira a comissão, no entanto não sei se não me expressei bem ou se distorceram o que estava escrito ao ler. Portanto volto a afirmar são muitas especulações e poucas notícias verídicas.


Também sou enfático em dizer, DECCO E SOUZA são pessoas que tenho grande apreço, e na enquete que estamos fazendo sou e fui bem claro enviarei para o e-mail de nossos representantes para mostrar a insatisfação por falta de noticias aos nossos companheiros.

Para que isso não se torne mais problemas para ninguém e eles têm todo direito que vos é cabido por direito de resposta por seus nomes terem sido publicados, venho a público dizer que não há veracidade no fato exposto. Não confirmo cargos algum e também digo que confio em nossa CNRPFF. Mesmo sabendo que os contrários iram dizer que também sou favorecido, que estou passando a mão na cabeça para não ser punido, no entanto informo sou coerente e não posso passar a imagem de que nada esta ocorrendo.

PARA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DE FLORES, CARREGO OS ESPINHOS DA ROSEIRA.(Abrão2012.)

SE NÃO QUER QUE A NOTÍCIA SURJA EXPRESSE A INFORMAÇÃO.

PFF Abrão

http://www.pffbrasil.blogspot.com/



REUNIÃO EM FORTALEZA CE
















Convocação de todos os profissionais de segurança ferroviária do Ceará a fazer-se presente em reunião na manhã de 21.04.12 - Sábado ás 09h00min, para tratarmos de assunto do interesse de todos, e a formação de um grupo de trabalho com representantes dos aposentados, resgatados pela Lei 12.462, pensionistas e ativa.
A REUNIÃO SERÁ NO AUDITORIO DO METROFOR. CENTRO. LOCAL DE SEMPRE.




Antonio Machado Maia

PFF Abrão






REUNIÃO EM JUIZ DE FORA NA (ASE)


Prezados Companheiros PFFs,

CONVIDAMOS a todos para a REUNIÃO no próximo SÁBADO, dia 21/04/2012, às 10:00 horas, na SEDE CAMPESTRE DA ASE (Associação dos Sargentos do Exército), localizada no bairro Barbosa Lage, próximo o Quartel da Polícia do Exército, em Juiz de Fora (acesso direto pela ponte sobre o rio Paraibuna), com a presença do membro da CNRPFF Mauro Santos Silva, Representante dos PFFs da antiga SR-3 (hoje área concedida à MRS), quando serão tratados assuntos relativos à categoria, ciência das últimas notícias sobre os andamentos do Grupo de Trabalho, esclarecimentos de dúvidas, estratégias a serem implementadas e assuntos correlatos.

Esperamos o comparecimento de todos, pois quem não vai às reuniões não pode se queixar da falta de notícias.

Deus nos ilumine e continuemos em oração!

DIVULGUEM A TODOS OS SEUS CONTATOS!

Atenciosamente,
Santos

PFF Abrão
http://www.pffbrasil.blogspot.com/




quarta-feira, 18 de abril de 2012

Queimadas: Integrantes do MST voltam a bloquear ferrovia


Por volta das 13 horas de ontem(16), cerca de 250 integrantes do MST(Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terras) voltaram a parar um trem com 44 vagões na ferrovia Centro Atlântica (FCA) próximo ao assentamento Olga Benário, zona rural de Queimadas.


Liderado por José Menezes, os manifestantes são das cidades de Queimadas, Itiúba, Araci, Nordestina, Santa luz e Quijingue. A manifestação ocorreu devido ao não cumprimento do acordo feito na última paralisação do trem ocorrida durante 5 dias no inicio de março. As principais revidicações feitas pelo movimento e não cumpridas pelos governos estadual e federal são a desapropiação de fazendas em toda região, a construção de moradias para os agricultores, a instalação de poços artesianos nos assentamentos, bem como o cadastramento das famílias para distribuição de títulos de terras.

Fonte: Fabrício Silva/Pedrolândia News

Cadê a Policia Ferroviária Federal


sexta-feira, 13 de abril de 2012

Operação Portas Fechadas reprime passageiros


Operação Portas Fechadas reprime passageiros


de trem que não "andam na linha" no Rio de Janeiro

Com apoio da Supervia, polícia fiscaliza se viagens são feitas com portas abertas

A Polícia Civil, com apoio da Supervia, deflagrou no início da manhã desta sexta-feira (13), na malha ferroviária da cidade do Rio de Janeiro, a operação Portas Fechadas. O objetivo é reprimir passageiros que impedem o fechamento das portas dos trens durante as viagens. Por volta das 6h30, um usuário foi detido na estação de Madureira, na zona norte da cidade. Ele foi flagrado numa composição que fazia o trajeto Japeri - Central do Brasil.

Segundo a Supervia, o artigo 41 do Regulamento de Transporte Ferroviário permite que o passageiro seja retirado do trem ou impedido de embarcar caso tenha "atitudes inconvenientes", como manter as portas abertas durante a viagem. A ação, inclusive, é tipificada como crime por expor a vida e a saúde de terceiros a perigo iminente, de acordo com o Código Penal. Nesse caso, o infrator está sujeito a pena de três meses a um ano de prisão. Além disso, o passageiro também pode ser enquadrado no artigo 260, que trata do perigo de desastre ferroviário: "Impedir ou perturbar serviço de estrada de ferro destruindo, danificando ou desarranjando, total ou parcialmente, linha férrea, material rodante ou de tração, obra de arte ou instalação". A pena prevista é reclusão de 2 a 5 anos e multa.

Nova estação em Caxias

Nesta sexta-feira, a Supervia lança a pedra fundamental da 100ª estação ferroviária, que será construída pela concessionária no bairro Corte 8, em Duque de Caxias, na baixada Fluminense. A expectativa é de que a nova estação, localizada entre as estações Duque de Caxias e Gramacho, atenda a cerca de 70 mil passageiros por mês.
Fonte: Do R7

13/04/2012 às 10h20
PFF Abrão
http://www.pffbrasil.blogspot.com/







terça-feira, 3 de abril de 2012

Desemperra Gurgel



Policiais de olho nele!


1. Prevaricação

-é um dos crimes praticados por funcionário público contra a administração em geral que consiste em retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa de lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal.


Desemperra Gurgel

Mais de quatro mil processos estão paralisados no gabinete do procurador-geral, o que atrapalha as investigações contra políticos acusados de corrupção

Izabelle Torres

SEMELHANÇA

Atuação de Roberto Gurgel lembra a do ex-procurador Geraldo Brindeiro.

Nos tempos de FHC, Brindeiro era conhecido como engavetador

Durante o governo Fernando Henrique Cardoso, o então procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro, ficou conhecido como o engavetador de processos e denúncias contra políticos e gente graúda. Nas suas mãos, tudo parava e a sensação era a de que quem tinha poder jamais se tornaria réu. Nove anos se passaram desde que Brindeiro deixou o cargo, mas o enredo de lentidão – e consequente impunidade – nos processos se repete. Agora sob o comando de Roberto Gurgel, o Ministério Público Federal volta a ser visto como um obstáculo ao desfecho das ações penais. A diferença entre o procurador escolhido por FHC e o indicado pela presidenta Dilma Rousseff está na forma de agir. Enquanto o primeiro arquivava os inquéritos sem constrangimentos com uma simples canetada, Roberto Gurgel fica inerte diante das acusações encaminhadas pela Polícia Federal. No caso relacionado ao senador Demóstenes Torres (DEM-GO), Gurgel só agiu depois de pressionado pela opinião pública.

Na mesa do procurador-geral da República estão parados 4.346 processos. Entre eles, ações movidas pela PF contra pelo menos dois governadores e uma dezena de parlamentares. Um dos processos envolve o governador Pedro Dias (PP), do Amapá. Em setembro de 2010, a Operação Mãos Limpas levou-o para a cadeia sob a acusação de chefiar um esquema de desvio de recursos públicos. A operação vai completar dois anos sem que Gurgel sequer tenha oferecido denúncia contra a suposta quadrilha comandada por Dias. No Distrito Federal, o ex-governador José Roberto Arruda também segue a vida com tranquilidade graças à inação da procuradoria. Em novembro de 2009, um vídeo no qual Arruda aparecia recebendo R$ 50 mil resultou na prisão do político do DEM, que tinha índices de apoio popular que beiravam os 80%. Arruda perdeu o cargo, o partido e a liberdade por dois meses. Hoje, mais de dois anos depois, o símbolo do esquema que abalou o GDF ainda não sofreu nenhuma acusação formal pelo Ministério Público
IMPUNE

Passados dois anos do escândalo do mensalão

do DEM, Arruda ainda não foi denunciado pelo MP

A lista de políticos que se beneficiam com o engavetamento dos processos não se restringe a quem Gurgel deixa de denunciar. Parlamentares réus em ações ou que respondem a inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF) ganham tempo quando os casos chegam ao Ministério Público para análise do procurador-geral. O procurador também não analisou a ação que acusa o senador Romero Jucá (PMDB-RR) de crime de responsabilidade e a que denuncia o senador Lobão Filho (PMDB-MA) por formação de quadrilha e uso de documentos falsos.
A importância do procurador-geral para o andamento de processos contra autoridades foi sintetizada pelo ministro Ayres Britto em 2011 ao julgar um pedido feito por Gurgel para arquivar uma ação envolvendo o senador Valdir Raupp (PMDB-RO). “Nos casos de crime ensejador de ação penal pública, quando o chefe do Ministério Público Federal se pronuncia pelo arquivamento do inquérito ou de quaisquer peças de informação, a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal entende que tal pronunciamento é de ser acolhido sem possibilidade de questionamento”, escreveu Ayres Britto. Exatamente pelo motivo apontado por Ayres Britto, a conduta do atual procurador tem causado celeuma nos bastidores do STF. Ministros reclamam que os mais de quatro mil processos paralisados no gabinete de Gurgel atravancam as investigações

HENRIQUES - PFF / RS
PFF Abrão
http://www.pffbrasil.blogspot.com/




segunda-feira, 2 de abril de 2012

Decco terá audiência amanhã com a Ministra Carmem Lucia no STF


Agenda dos Ministros
Terça-feira, 03 de abril de 2012


Agenda MIN. CÁRMEN LÚCIA
12h30 - Audiência

Deputado Federal Ademir Camilo, Dr. Antonio Decco e Dr. Washington Souza - Assunto: ADI 4.708 (R: MIN. LUIZ FUX) - Local: Gabinete STF

13h00 - Audiência


Senador Vicentinho Alves - Assunto: Ag. Reg no RE 636.878 (R: MIN. LUIZ FUX) - Local: Gabinete STF

Gestor: Seção de Publicações
Praça dos Três Poderes - Brasília - DF - CEP 70175-900 Telefone: 55.61.3217.3000

Vamos confiar em nossa Comissão Nacional, a luta continua.
Temos que manter nossas bases em Brasilia não deixe de contribuir.

PFF Abrão
http://www.pffbrasil.blogspot.com/






domingo, 1 de abril de 2012

Processo sendo movido por ex PFF em Juiz de Fora realmente é verdade

Processo: 0003223-19.2012.4.01.3801


Classe: 436 - PROCEDIMENTO DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL

Vara: 1º JEF CÍVEL

Juíza: MARINA DE MATTOS SALLES

Data de Autuação: 23/03/2012

Distribuição: 5000 - DISTRIBUICAO AUTOMATICA (26/03/2012)

Nº de volumes:

Assunto da Petição: 1110103 - ENQUADRAMENTO - REGIME ESTATUTÁRIO - SERVIDORPÚBLICO CIVIL - ADMINISTRATIVO

Observação: REINTEGRACAO IMEDIATA DO AUTOR AOS QUADROS DO MINISTERIO DA JUSTICA, NO DEPARTAMENTO DE POLICIA FERROVIARIA FEDERAL, NA FUNCAO DE AGENTE DE SEGURANCA PUBLICA FERROVIARIA FEDERAL.

Localização: S8A - URGENTES

Movimentação


Data Cod Descrição Complemento

30/03/2012 16:05:48 5570 INTIMACAO/NOTIFICACAO/VISTA ORDENADA: AUTOR (OUTROS)

30/03/2012 16:05:09 5380 DEVOLVIDOS COM DECISAO: OUTROS (ESPECIFICAR) INCOMPETÊNCIA ABSOLUTA DO JEF. DETERMINADA REDISTRIBUIÇÃO PARA VARAS.

29/03/2012 11:37:24 5260 CONCLUSOS: PARA DESPACHO

28/03/2012 10:18:31 5150 AUTOS RECEBIDOS: EM SECRETARIA

27/03/2012 11:29:00 5160 AUTOS REMETIDOS: PELA DISTRIBUICAO JEF

26/03/2012 09:17:18 5000 DISTRIBUICAO AUTOMATICA

Fonte: TRF1 Juiz de Fora MG.

Este processo poderá causar danos a nossa movimentação junto ao MJ.