domingo, 17 de julho de 2011

5Chega a Casa Civil a PLV 17 Resultante da MP527.



15/07/2011
Chegou nesta sexta-feira (15) à Casa Civil o projeto de lei de conversão PLV 17/11 que cria o Regime Diferenciado de Contratações Públicas (RDC) para as licitações e contratos para obras da Copa do Mundo de 2014 e para a Olimpíada de 2016 e prevê a transferência dos profissionais de Segurança Pública Ferroviária da Rede Ferroviária Federal (RFFSA), da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) e da Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre (Trensurb) para o Departamento de Polícia Ferroviária Federal do Ministério da Justiça.

O PLV é decorrente da medida provisória (MP 527/11), com texto aprovado pela Câmara dos Deputados no dia 28 de junho e no Senado Federal dia 06 de julho, e agora segue para sanção da presidenta Dilma Rousseff. O prazo para sanção é até dia 4 de agosto.

Mensagem enviado por PFF Roberto Reis.

3 comentários:

  1. Fui agente de segurança da RFFSA durante quinze anos, até a sua privatização, em 1997. Esta MP contém emendas que tratam da realocação dos trabalhadores em atividade em 1990 ao Ministério da Justiça.

    Se tal medida provisória for convertida em lei, como eu me enquadro neste efetivo que será realocado?

    Informações: mario.jorgealvares@hotmail.com

    Mário Jorge-Santana do Livramento-RS

    ResponderExcluir
  2. Boa noite à todos, sou Policial Militar do Rio de Janeiro, e estou muito orgulhoso desta conquista justa e merecida, tenho muito orgulho da família PFF e confesso que sempre quis ser Policial Ferroviário Federal; não Rodoviário, nem Federal ou Civil, mas sim Policial Ferroviário Federal, tenho 31 anos e 7 de polícia, trabalhei 3 anos na SuperVia e me sentia um de vcs, embora sendo explorado pela iniciativa privada, trabalhava com orgulho carregando o nome de vcs, estou muito feliz e ao abrir o concurso farei certamente...Que Deus nos proteja e abençoe!!! rodrigo.mikegsantos@gmail.com

    ResponderExcluir
  3. Colegas, fui policial Militar, assim como muitos dos nossos agentes, antes de ingressar na Segurança Pública Ferrovária em 1989, sou neto e filho de Ferroviários. Mas tive que retornar para a Polícia Militar, por causa dos tristes acontecimentos de 90/91. Retornei entao ao meu Batalhão, onde Graças a Deus, completei meus triênios, como Comandante de OPM destacada, sendo responsável pela Segurança Publica de um municipio Gaucho. E como eu, sei que ser polícia, é o que sabemos e estamos aptos a fazer. Um abraço a todos. Marcos Klug - 1° Sgt PM

    ResponderExcluir