quinta-feira, 11 de abril de 2013

LEI É LEI




Boa noite meus amigos facebuquianos, o que tenho a passar a meus amigos sobre a audiência pública de hoje é realmente uma aula sobre direito constitucional dado pelo Sr. Dr. procurador Federal Marcos Antonio da Silva Costa MPF/PE, onde explanou nossa situação com muito afinco deixando muitos aficionados pelo direito pátrio com lágrimas nos olhos, o mesmo rompeu a barreira do conhecimento se debruçando sobre toda a história da Polícia dos Caminhos de Ferro até a promulgação da Constituição de 1988 onde nos absorve como PFFs, a lei deve ser cumprida e devem este direito a todos nós, parabenizo também ao amigo Wilson de Recife com seu depoimento emocionante contando como foi que ocorreu o incidente com sua pessoa em serviço, também ao DECCO por suas palavras na abertura dos trabalhos como também ao Sr. Superintendente da CBTU/REC pela consideração ao expor a situação o qual se encontra o metrô e a Ferrovia em Pernambuco em especial a região metropolitana sem a atuação dos PFFs.
Como sempre o Deputado Gonzaga Patriota PE se fez presente e continuou dando apoio irrestrito a nossa situação com palavras de apoio e incentivo para que se faça valer a lei.
O deputado Ademir Camillo MG, questionou o nobre Procurador a exemplificar melhor nosso aproveitamento e o mesmo sem questionar respondeu de pronto o que muitos gostariam de ouvir sobre o aproveitamento dos PSPF ( Profissionais de Segurança Pública Ferroviária) também dando continuidade a audiência o DR. Antonio Francisco Leão de DECCO pediu aos Srs. Deputados que agendassem  uma reunião e se convoca-se a presença do Sr. Dr. procurador Marcos Antonio, para se fazer um TAC  (Termo de Ajuste de Conduta) para se dirimir de vez nossa situação o qual foi de pronto atendido.
Nosso amigo e presidente do Sindicato dos Policiais Ferroviários Federais de Minas Gerais Eduardo Coimbra também questionou de maneira pontual sobre nossa situação e ainda exemplificou sobre o que é lei, se tenho que obedecer a lei seca, se tenho que obedecer tantas outras leis porque então os subordinados do governo não cumprem uma lei assinada pela chefe maior do país, A Srª Presidente da Republica Dilma Rousseff.
Embora esta audiência tenha sido de muita valia para todos nós estaremos aguardando a presença do indicado pelo Sr. Ministro da Justiça na próxima terça feira para ser sabatinado pelos deputados sobre nossa situação.
Saiba que para nós esta audiência repara muito e nos auxilia em nossa jornada a lei nos reserva o poder de atuar no  nosso meio ferroviário pois não existe outra Polícia Especializada e não cabe aos Estados cuidar do Bem Ferroviário se não for a Polícia Ferroviária Federal.
Abrão Santos
www.pffbrasil.blogspot.com.br

4 comentários:

  1. Se o Ministro José Eduardo Cardoso, não quer cumprir uma Lei sancionada pela Presidenta Dilma, os Representantes deveriam bater na porta da PATROA, todos já perceberam que o mesmo não tem nenhum interesse em resolver a situação.

    ResponderExcluir
  2. Todo progresso há paralelamente FERROVIAS. Ela deve ter sua segurança/policiamento próprio. A lei é clara: Não pode ser a segurança terceirizada. E daí? E a população de massa (usuários) ficam sem essa proteção? A segurança/policiamento é ou não é normativa federal.

    ResponderExcluir
  3. Dúvida: Quem paga o salário dos PFF? Grato pela atenção.

    ResponderExcluir
  4. Ate agora nenhuma resposta da comissão,que pediu no maximo 90 dias para resolver a nossa transferência para o MINISTERIO DA JUSTIÇA,Já esta chegando a 120 dias e nada de NOTICIAS. Estamos perdendo policiais no caminho SEJAM MAIS RAPIDO

    ResponderExcluir