segunda-feira, 18 de abril de 2011

Estação do Metrofor é alvo de vandalismo

PORANGABUÇU



Fachada do Prédio construído na Avenida José Bastos já está com pichações, deixando o local com aspecto de velho e sujo. Moradores da área reclamam por seguranças

FOTO: NATINHO RODRIGUE

Para conscientizar a população sobre os atos de vandalismo nas obras do Metrô de Fortaleza, são realizadas palestras




Antes de ficar pronto o Metro de Fortaleza (Metrofor) já está sendo depredado. Um exemplo é a estação de Porangabuçu, na Avenida José Bastos, que mesmo ainda estando em construção já sofre com um grande número de pichações.



Ao passar pelo local é fácil avistar os atos de vandalismo. Existem diversas pichações da base da construção até próximo ao teto, deixando um local novo com aspecto de velho e sujo.



"Essas depredações são um absurdo. A estação vai ajudar bastante a população dessa área e mesmo assim algumas pessoas resolvem pichar tudo", reclamou a vendedora Francisca Marcia Silva de Sousa.



Ela acredita que com a colocação de mais seguranças protegendo o local os vândalos não terão condições de frequentar a estação. "Infelizmente esse é o jeito", disse.



Para o empresário Francisco Silva Lopes, a razão para esse tipo de problema ocorrer é a falta de conscientização de grande parte da sociedade. Para ele, isso precisa ser trabalhado, pois toda a Cidade está sofrendo.



"Quem pichou a estação não se lembra que a sua família e amigos poderão ter que utilizar esse meio de transporte", afirmou o empresário.



Segundo o funcionário público Jackson Renan, as pessoas que fazem as depredações não têm bom senso, pois somente prejudicam os outros. "Daqui a pouco tempo outras construções estarão do mesmo jeito".



Com o objetivo de conscientizar a população o Metrofor criou o projeto Metrô e Cidadania. São realizadas palestras em escolas localizadas no entorno da linha férrea, são feitos esclarecimentos sobre a colocação indevida do lixo na linha férrea e orientação sobre o funcionamento do futuro serviço.



"Temos tido muitos problemas com depredações. Por isso trabalhamos para conscientizar a sociedade de que o metro de Fortaleza é da população", explicou o assessor da presidência do Metrofor, Fernando Mota.



Ele acrescentou que desde do inicio das palestras o número de vandalismo tem diminuído bastante nas estações e nos carros do metro de Fortaleza.
http://www.diariodonordeste.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário