sexta-feira, 13 de abril de 2012

Operação Portas Fechadas reprime passageiros


Operação Portas Fechadas reprime passageiros


de trem que não "andam na linha" no Rio de Janeiro

Com apoio da Supervia, polícia fiscaliza se viagens são feitas com portas abertas

A Polícia Civil, com apoio da Supervia, deflagrou no início da manhã desta sexta-feira (13), na malha ferroviária da cidade do Rio de Janeiro, a operação Portas Fechadas. O objetivo é reprimir passageiros que impedem o fechamento das portas dos trens durante as viagens. Por volta das 6h30, um usuário foi detido na estação de Madureira, na zona norte da cidade. Ele foi flagrado numa composição que fazia o trajeto Japeri - Central do Brasil.

Segundo a Supervia, o artigo 41 do Regulamento de Transporte Ferroviário permite que o passageiro seja retirado do trem ou impedido de embarcar caso tenha "atitudes inconvenientes", como manter as portas abertas durante a viagem. A ação, inclusive, é tipificada como crime por expor a vida e a saúde de terceiros a perigo iminente, de acordo com o Código Penal. Nesse caso, o infrator está sujeito a pena de três meses a um ano de prisão. Além disso, o passageiro também pode ser enquadrado no artigo 260, que trata do perigo de desastre ferroviário: "Impedir ou perturbar serviço de estrada de ferro destruindo, danificando ou desarranjando, total ou parcialmente, linha férrea, material rodante ou de tração, obra de arte ou instalação". A pena prevista é reclusão de 2 a 5 anos e multa.

Nova estação em Caxias

Nesta sexta-feira, a Supervia lança a pedra fundamental da 100ª estação ferroviária, que será construída pela concessionária no bairro Corte 8, em Duque de Caxias, na baixada Fluminense. A expectativa é de que a nova estação, localizada entre as estações Duque de Caxias e Gramacho, atenda a cerca de 70 mil passageiros por mês.
Fonte: Do R7

13/04/2012 às 10h20
PFF Abrão
http://www.pffbrasil.blogspot.com/







9 comentários:

  1. Já que a polícia apoia a supervia para impedir o embarque no trem que não suporta mais passageiros, espero que a polícia ajude a impedir a venda de bilhetes para estações que não tem como escoar os passageiros.
    è conveniente demais para a concessionária, faturar a passagem e depois utilizar os recursos públicos para reprimir o passageiro.

    ResponderExcluir
  2. estamos prestes a ser bucha de canhão novamente. Depois de anos de descaso, de falta de investimento larga a policia em cima que resolve. Não tão nem aí para o povo.

    ResponderExcluir
  3. O problema é que esse ano tem eleição municipal, e....

    "O artigo 73 da lei 9.505/97 (Lei das eleições) restringe a nomeação,
    contratação ou admissão do servidor público nos três meses que antecedem o
    pleito até a posse dos eleitos."

    Se demorarem demais, vão poder nomear só ano que vem! :/

    ResponderExcluir
  4. Já Administração Indireta é o conjunto de entidades personalizadas, vinculadas normalmente a um órgão da Administração Direta (Ministério ou Secretaria), previstas no art. 4, II, do Decreto-lei nº 200, de 25 de fevereiro de 1967:



    · autarquias;

    · fundações públicas;

    · empresas públicas;

    · sociedades de economia mista

    ResponderExcluir
  5. sociedade de economia mista - a entidade dotada de personalidade jurídica de direito privado, criada por lei para a exploração de atividade econômica, sob a forma de sociedade anônima, cujas ações com direito a voto pertençam, em sua maioria, à União ou a entidade da administração indireta.

    ResponderExcluir
  6. Cbtu - Cia. Brasileira de Trens Urbanos. Entidade de Economia Mista que Explora
    Atividade Econômica Sujeita ao Regime Jurídico Próprio das Empresas Privadas.

    ResponderExcluir
  7. POKGFD.

    Se não mexermos com esse vespeiro as coisas vão entrar em acomodação total. É melhor sair machucado e sobreviver do que sair decepcionado e quase morto.
    Aproximam-se as eleições e não haverá movimentação nenhuma nem no STF, nem no MJ e em órgão intermediários dos governos: Federal, estadual e municipal, fica tudo em banho Maria (standby) todos os políticos do país viram sua atenção e param para saborear mais uma eleição para vereadores e prefeitos.
    São três meses antes e três meses depois do evento eleitoral, ai meu amigo é que a coisa não vai andar mesmo, ou faz-se qualquer movimento agora ou a vaca vai para o brejo, vamos ficar no esquecimento mesmo.
    Se nada for feito imediatamente, o andamento do nosso processo vai encalhar de um jeito, vai emperrar de uma forma que não ha quem movimente. Temos que fazer a maior ZUADA agora, para a coisa ficar definida antes das eleições e se nada for feito vamos perder a pole position, e recomeçar a essa altura do campeonato é traumatizante. Qualquer ação tem que ser em conjunto para chamar a atenção da sociedade, não adianta entrar com processos individuais isto seria inviável devido a demora. A única coisa que cabe é a pressão da sociedade nos órgãos públicos. Vejam que não falam nosso nome na imprensa, quando se fala uma coisinha alguns de nós acham que tudo vai ser resolvido por conta disso.
    Tem muito colega informando MENTIRAS ALUCINADAS: Reuniões com Ministros; a publicação de uma portaria no DOU de uma possível estruturação com cargos definidos na primeira quinzena de abril (ou na segunda); distribuição de cargos; folha de pagamento já predeterminada; salários já definidos; valor salarial já definido: quem vai ser convocado primeiro: amparos na lei; atc. etc.etc.etc.
    E no fim isso tudo não passa de mera alucinação.
    A única coisa que se tem de verdade é uma ADIN aguardando na fila do STF, sem ela caminhar nada mais caminha é juridicamente óbvio. Não adianta querer que ela seja julgada, pois isto só vai acontecer quando chegar à vez dela, se ela fosse importante para o governo já teriam julgado extraordinariamente.
    Vejam o que temos contra nós nesse momento: A ADIN no STF e a aproximação do período eleitoral municipal. No STF não adianta usar a lei do convencimento, pois o que prevalece é a prova constitucional. Na política tudo para, menos as eleições que para todos os políticos é a coisa mais importante do mundo..
    Então senhores, vamos deixar de sonhar e fazer falsas promessas, a verdade nua e crua é o que relatei, e lhes garanto que estou falando por conhecimento de causa.
    Quem está divulgando essas MENTIRAS deveria por a mão na consciência e ser chamado à responsabilidade, pois a interferência psicológica que estão causando é corrosiva, além de causar sérios danos no desenvolvimento de todo esse processo de transferência.
    Não se trata de ser pessimista ou sem fé,mas temos que ser realistas, pois comentar MENTIRAS fazer falsas promessas está causando um grande mal ao nossos colegas que esperam ansiosamente a concretização dessa transferência merecida. E pode estar causando um mal muito maior nos mais idosos. Cuidado com que estão escrevendo.

    ResponderExcluir
  8. Meu amigo anonimo, voce tem toda razão, mas fazer o que ? Estamos atrelados a uma comissão e ai ? A maioria de nós está desempregada, mal empregado ou aposentado, falta o que não faltou ao Policiais Rodoviários, loby forte em Brasilia, boa vontade do governo, que na ocasião dos Rodoviarios foi o Collor,dinheiro para manter a comissão, fé, perseverança, existe muitos de nós que na primeira negativa, desanima, fala mal de um e de outro, que categoria é essa ? Estamos trabalhando de acordo com o inimigo, existe gente contrária, sim e em Brasilia, ou manda representantes emails ou telefonemas para os setores encarregados em nossa estruturação, inimigos talvez sejam as concessionarias, trensurb, cbtu e valec, porque ? Influencias grande,Medo de fazermos uma fiscalização forte e descobrir falcatruas nessas operadoras, alguem vai querer uma Policia especializada como a nossa tomando conta ? no quintal de casa ? toda a hora , todo o dia ? é isso que estão pensando, tá na cara, por mais que o Deco fale que a nossa intensão não é essa, será de harmonia com estes órgãos, mais aí vem o inimigo e planta idéias errôneas para essa gente e ai....trava tudo, esperar a boa vontade dos politicos ou entrar na justiça ??? A nossa comissão parece estar meio perdida ou confiante demais. Fizeram Brasilia longe pra ninguem ir lá reivindicar nada, custa caro, passagem aerea, de onibus, de carro, hospedagem, alimentação, uma ida a Brasilia e ficar alojado em uma espelunca por dois dias não sai por menos de 1500 reais e agora ??? concordo com voce temos que fazer algo sério agora, corremos o risco de morrermos na praia apos nadarmos todo o oceano atlantico.

    ResponderExcluir
  9. Quem poderia me responder o que o Sr:Eduardo coimbra faz la em
    brasilia já que o mesmo descriminou45 homens do rio de janeiro omesmo alega que os companheiro em entorno de trinta anos pres
    tados na ferrovia não exercem função de policia e sim de corpo
    de segurança de metrô, como pode ser, que o mesmo e de 1989 e
    alguns dos seus subordinados oriundos de de belo horizonte são de 2003 e todos com carteira de policia como pode??
    e recebem da mesma empresa,o mesmo plano de cargos e salarios

    ResponderExcluir