quarta-feira, 2 de maio de 2012

Esclarecimentos


Após muita polêmica sobre o fato informado em postagem passada sobre nossa situação, e a forma que foi citado o nome dos companheiros da CNRPFF, muitos estão criticando ao SINDPFFBA, pela informação pois isento os mesmos desta parte e coloco a disposição o e-mail que recebi. Informo que mesmo assim ainda não tenho certeza se esta fonte é fidedigna pois tentei por varias vezes contato com o mesmo via e-mail e não obtive resposta, portanto assumo a responsabilidade até o momento pela informação e solicitei ao blogger que envie para nós o IP para confirmação de onde a fonte postou.


Ainda informo que para evitar transtornos maiores, não publicaremos mais e-mails que vierem anônimos e muito menos com acusações e difamações a mim e a qualquer pessoa da comissão ou sindicato.

Vejam bem temos um nome e o estado mais não posso informar se não houver a confirmação do IP coisa que deverá durar +/- 15 a 20 dias.

PFF Abrão
http://www.pffbrasil.blogspot.com/


10 comentários:

  1. Caro irmão,te parabenizo pro essa atitude coerente, de so postar materia ou comentários com o conhecimento da fonte, assim vossa senhoria estará democratizando esse maravilhoso espaço como sempre o fes, mas com segurança e transparencia.Parabens irmão. um abraço.

    ResponderExcluir
  2. O probema que vem ocorrendo sobre disse me disse, fica provado quem alguns elementos que sao contra a regulamentacao da nossa categoria ja estao ficando nervosos, pois nao estao consegindo os seus intuitos. Nossa categoria nao pode entrar no jogo dessas pessoas incredulas!!!

    ResponderExcluir
  3. Cavalcante.

    Se o amigo Abraão estiver se referindo a NOTA expedida pela CNRPFF com data do dia 25.04.2012,gostaria de informar que quem fez a reprodução da mesma foi eu, com o intuito de levar ao conhecimento de todos os nossos colegas no JUSBRASIL.O mesmo estava em PDF e não poderia ser alterado, ou postado no JUSBRASI exatamente como estava sendo veiculado.

    A reprodução digitada por mim diverge apenas no final, além de não ter timbre oficial os nomes dos membros da CNRPFF estão em letras maiúsculas e logicamente não constam as assinaturas. No documento oficial além se ser em papel timbrado da CNRPFF, ao concluir o assunto todos os membros assinam a mesma, o que torna esse documento totalmente autêntico.

    Gostaria de lembrar aos colegas leitores que o documento postado na Internet é legitimo o que contraria algumas versões negativas de que o mesmo não existe, inclusive possuo uma cópia do mesmo.

    A CNRPFF não iria se expor publicando para a categoria um documento sem veracidade.
    Ao reproduzi-lo tinha como objetivo divulgar a voz da comissão e levar a todos os acontecimentos mais recentes.

    Portanto assumo inteira responsabilidade pela reprodução do referido documento.

    Espero ter esclarecido a origem do documento em questão.

    Saudações .

    João Fernando Rocha Cavalcante
    PFF- Aposentado – Fortaleza - CE

    ResponderExcluir
  4. Muito bem, caro Abrão! Tua medida se mostra acertadíssima!
    Sempre me perguntei o porquê de alguns policiais publicarem livremente comentários grosseiros e desrespeitosos sobre a Comissão Nacional, bem como sobre aqueles policiais que se manifestam ordeiramente e com inteligência neste blog. E nunca consegui encontrar respostas satisfatórias para isto.
    Agora, me parece que as coisas estão começando a clarear.
    É preciso lembrar que somos policiais ferroviários federais e, portanto, merecemos o respeito da União, da sociedade brasileira e, por suposto, de nós mesmos. Mas não há, vejam bem!, como buscarmos respeito se somos incapazes de respeitar a nós mesmos! Que isto fique bem claro.
    De resto, também foi acertada a decisão de não mais publicar comentários apócrifos. Mesmo em um estado democrático e de direito, com ampla liberdade de expressão, nada justifica um comentário tacanho, grosseiro e (convenientemente) sem identificação.
    Por derradeiro, se me for permitido, faço uma observação: embora eu tenha apreciado os esclarecimentos de nosso Antônio Leão de Decco, publicados no post abaixo, ressalto que me incluo entre aqueles que se ressentem de injustificada falta de informações.
    Com efeito, não consigo compreender como a Comissão Nacional se dá ao luxo de manter silêncio, quando mais justo seria manter seus policiais devidamente informados acerca das decisões e acontecimentos no front.
    Isto é, sim, contraproducente! Além, é claro, de causar cisões desnecessárias.
    Sugiro, por conseguinte, que todos os policiais ferroviários federais recebam informações detalhadas do que de fato está acontecendo e vai acontecer. O que, na prática, significará agregar e manter o grupo policial unido em torno de um só objetivo, além de deixá-los preparados para novos tempos e missões de grande envergadura.
    Ótimo trabalho, Abrão! Precisamos disto.

    Severo –PFF/RS

    ResponderExcluir
  5. Vossa mercê devia fechar as portas desse site, não estar servindo de nada!
    Tá igual a comissão ,ficou mudo!

    ResponderExcluir
  6. Quando fiz o comentário voltando ao tema do parecer da AGU não estava querendo que pensem em entrar na justiça, estava apenas justificando o que realmente esta acontecendo, nada. Não existe salarios atrasados. Não existe volta dos demitidos. Não existe aposentadoria revista. Não existe cargo a ser ocupado. Não existe departamento para ser criado. Não acredito contudo que a comissão tenha agido de má fé. Isso é tudo que se conseguiu apenas. Fomos iludidos por essa luz de trazer o passado de volta mas financeramente não tem valor nenhum. O melhor é esquecer esta história e seguir nossas vidas. Nem percam tempo mais com isso colocando na justiça pois aí vem a ADI para dizer que nada tem valor. Deixem esses coitados sonharem com seus empregos e suas aposentdorias e se eles conseguirem alguma coisa talvez também atinja para os demais. A verdade é que até agora não conseguiram nada a não ser o tal reconhecimento histórico sem valor matérial nenhum. Deixem de acharem que agora uns são melhor que os outros ou que a justiça fará alguma diferença nessa hora. O estrago foi feito há 20 anos atraz e ainda muitos não querem acreditar. Sigam suas vidas. Remecher neste lixo é só para sofrer ainda mais. Parem de incentivar os demais a entrar na justiça que de nada adiantará.Já fomos iludidos por essa vergonha de pff uma vez e agora vão passar o resto de suas vidas sofrendo com isso?A VIDA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PLENAMENTE DE ACORDO,POR CAUSA DESTAS FALSAS ESPERANÇAS POSTADA E DITA NAS REUNIÕES PELOS REPRESENTANTES E DEMAGOGOS, TIVE UM PRINCIPIO DE AVC.PT SAUDAÇÕES,TÓ FORA,CHEGA DE SER ENGANADO POR SINDICATOS SEM REPRESENTATIVIDADE....

      Excluir
  7. Nunca consegui espaço neste blog e para minha surpresa um comentário meu feito em um outro portal é copiado neste blog por um anonimo. Isso me diz que claramente não importa nossa identidade e sim nosso pensamento e a quem ele serve no momento. Odiado ou dito por sabio, não importa. Importa sim que interesses estamos escondendo por traz deste silencio todo onde não sabemos mais em quem confiar. Me identifico como Mario jorge Alvares da Silva , já que até hoje não achei outra foram de postar neste blog sem ser anonimo. Caro amigo, teu blog tem falhas que eu não seria digno de apontar.

    ResponderExcluir
  8. Caro Abrão, não sei porque voce parou de postar as notícias da PFF. Deve ter um motivo forte e respeito sua decisão. Pena, pois perdem todos, os moderados, os reacionários e principalmente a Polícia Ferroviária Federal.

    Já levei várias broncas pela divulgação de notícias na web, mas tenho comigo que a informação, mesmo censurada (por ordem ou por estratégia), encerra em si mesma um significado, acender ou manter acessa a chama da esperança.

    Abraço e fique com Deus.

    ResponderExcluir
  9. Estamos no barco a deriva ninguem participa nada, uma tremenda falta de respeito com os colegas. sinceramente sò a miséricordia de Deus.PORQUE O DIARIO OFICIAL DA UNIÃO FOI MENTIROSO COM OS CABOS DA AEROÁUTICA, PUBLICOU MAS NÃO LEVOU ELES PISARAM NO D,O,U. DIGO OS CABOS APOS 64. VAMOS TOMAR VERGONHA E SER UM GOVERNO DE VERDADE

    ResponderExcluir