terça-feira, 27 de setembro de 2011

Fifa ameaça tirar Copa do Mundo do Brasil



A Federação Internacional de Futebol (Fifa) tem até o dia 1º de junho de 2012 para rescindir o contrato que prevê a realização da Copa do Mundo de 2014 no Brasil sem que pague qualquer tipo de multa ao país sede do mundial, conforme prevê cláusula 7.7 do Host Agreement (Contrato para Sediar). Segundo matéria do jornal O Globo, a insatisfação da entidade é com a Lei Geral da Copa-2014, que foi enviada pelo Planalto para ser votada no Congresso Nacional na semana passada. Segundo o jornal, se cogita na Fifa anunciar no próximo dia 5 o cancelamento do evento marcado para de 20 de outubro, quando o Comitê Executivo da entidade planeja divulgar o calendário de jogos nas cidades-sedes tanto da Copa das Confederações-2013 quanto do Mundial-2014. Segundo o contrato para sediar, a rescisão será aplicada caso as leis e regulamentos necessários para a organização da Copa do Mundo-2014 não tenham sido aprovados, ou caso as autoridades competentes não estejam cumprindo as garantias governamentais exigidas. Itens como ingressos, credenciamento, proteção ao marketing de emboscada, gratuidades e até transmissão de TV foram editados em desacordo com o que foi discutido. Um dos pontos que irritou a Fifa é a exigência do governo federal de que todas as emissoras de TV do país tenham direito a exibir trechos da Copa do Mundo em noticiários. Além disso, a Fifa gostaria que o Estatuto do Idoso – que entre outros direitos concede meia entrada em eventos esportivos e culturais para os maiores de 60 anos – não valesse para o período do Mundial. A Fifa, segundo o O Globo, já estaria estudando quais países teriam condições de substituir o Brasil a tempo para sediar o evento.


Como escritor deste blog ao ler esta noticia de jornal o Globo, vejo como a FIFA tenta de qualquer maneira ditar o que e como deve ser feito, quando da criação da lei 12.407/11 a qual faz parte também nosso aproveitamento, a Fifa ficou com as mãos atadas sem poder fazer como em paises em que sediaram as copas anteriores, indicando construtores empresas de marketing, empresas para transmissão entre outros que queiram ou não geram receitas a entidade.

Veja bem o porque ela ameaça tirar a copa do mundo do Brasil, apenas por ter em suas leis o direito de vender ingressos mais baratos para idosos acima de 60 anos através do estatudo do Idoso, quer que o país passe por cima de suas própias leis para que beneficiem a quem.
Outro ponto é a liberdade de imprensa proibindo outras emissoras de nosso pais possam transmitir partes da Copa do mundo em seus noticiários.

Infelizmente vemos não no governo do Brasil que ja gastou milhoes entre PPPs e investimentos em cidades sedes, o descaso com a competição, mais sim o interesse de alguns de fora de nosso país querendo usufluir e se beneficiar daquilo que acham que lhes pertencem.

Ao Sr. Joseph Blater peço que entenda ele é presidente da FIFA e não do Brasil, ele pode até tirar a Copa do Brasil mais não o direito e deveres dos brasileiros que cumprem suas leis, e aconselho ao governo que se isso ocorrer cobre os gastos feitos com estudos e com construções que ja foram investidos pelo governo da entidade FIFA o qual vem querendo usufluir de nossas divisas. Mesmo que tenha em Host Agreement, uma clausula que lhe da este direito.

Nosso país mudou sua Cara, hoje temos mais orgulho ainda de sermos Brasileiros.
COM COPA OU SEM COPA AINDA SEREMOS BRASILEIROS COM MUITO AMOR PELO NOSSO PAIS.

PFF Abrão
http://www.pffbrasil.blogspot.com/








Nenhum comentário:

Postar um comentário