quinta-feira, 27 de maio de 2010

Delegado é assassinado na Bahia enquanto concedia entrevista


 O delegado Clayton Leão foi assassinado hoje a tiros em Camaçari (BA) no momento em que concedia entrevista ao vivo a uma rádio pelo celular, dentro de seu veículo, informaram fontes oficiais.




A entrevista foi interrompida pelo som de disparos e os gritos da esposa do delegado pedindo ajuda. No momento, os locutores advertiram que algo grave havia acontecido, e só puderam confirmar o homicídio minutos depois.



O delegado chefiava a 18ª Delegacia da Polícia Civil em Camaçari e que tinha a seu cargo investigações sobre grupos de narcotraficantes.



Leão estava conversando justamente sobre um caso de tráfico de drogas em sua entrevista à rádio "Líder FM" quando o diálogo foi interrompido pelos gritos da esposa. "Pelo amor de Deus, ajuda!", gritou a mulher.



"Algo grave ocorreu. Ele estava ao vivo conversando comigo e, de repente, ouvimos essa senhora desesperada. Precisamos saber o que aconteceu. Atenção, Polícia Civil, ele estava nos falando da estrada de Cascalheira em Arembepe", disse o locutor Raimundo Rui ao explicar a interrupção da entrevista.



Segundo fontes oficiais, o delegado, que tinha parado o veículo no acostamento de uma rua para poder falar ao telefone, foi baleado por dois homens que estavam em outro carro no qual aparentemente o seguiam e que fugiram sem dizer nada.



A Polícia diz desconhecer os motivos do crime e seus possíveis autores

Nenhum comentário:

Postar um comentário