sexta-feira, 15 de junho de 2012

Susto, correria e feridos após choque entre metrôs na Estação Coqueiral


TRANSPORTE

Susto, correria e feridos após choque entre metrôs na Estação Coqueiral

Caso aconteceu na manhã desta sexta. Um metrô quebrou e outro foi fazer o "resgate". Na hora do engate, houve um barulho acima do normal e passageiros se assustaram

Publicado em 15/06/2012, às 08h43

Do JC Online

Atualizada às 9h15

Susto e pânico no Metrô do Recife (Metrorec) na manhã desta sexta-feira (15). Um trem bateu na traseira de outro que seguia no mesmo sentido (camaragibe-Recife), por volta das 8h, na Estação Coqueiral, Zona Oeste do Recife. De acordo com passageiros, um metrô estava parado na Estação Coqueiral, aguardando para seguir viagem para a Estação Tejipió, quando um segundo trem que seguia na mesma direção bateu na traseira da composição que estava parada. Houve pânico e muita correria. Três passageiros ficaram feridos de forma leve e foram atendidos pelo Corpo de Bombeiros na própria estação.

Segundo a passageira Ítala Alves, que estava no último vagão (o que recebeu o impacto da colisão), o medo e a correria foram grandes. "Todo mundo ficou assustado, mas a Polícia Ferroviária Federal (PFF) chegou e amenizou a situação", explicou. Com o impacto, alguns vidros do metrô chegaram a quebrar.

A passageira Shirlany Carlos disse que muita gente caiu no chão com a batida. "Foi um pânico só. Bati o braço e o rosto no ferro. Teve muita gente passando mal e houve muita gritaria. O impacto foi muito forte", contou. A gestante Andreza Maria, de 20 anos, confirmou que o impacto da colisão foi forte. "A prta estava aberta e fechou rápido. A gente não sabia o que fazer, nem o que tinha acontecido".

A assessoria de imprensa do Metrô apresentou duas versões para o fato. A primeira foi que um trem quebrou quando estava parado na plataforma da Estação Coqueiral. Um segundo trem seguiu para o local para engatar no trem quebrado e passar energia para o metrô com problemas. Na hora do engate, teria havido um barulho e um pequeno impacto que assustou os passageiros que estavam na composição. Ainda de acordo com a assessoria, o impacto não foi forte, conforme o relatado por praticamente todos os passageiros.

A segunda versão, que acabou se tornando a oficial, foi que o maquinista do primeiro trem parou na plataforma de Coqueiral para socorrer um usuário que passava mal. Nesta parada, o trem que vinha atrás promoveu um "acoplamento indevido". A assessoria de imprensa do Metrorec negou ter havido feridos, mesmo com a confirmação feita pelo Corpo de Bombeiros.
FONTE:     Jornal do Commercio

PFF Abrão
www.pffbrasil.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário